Depoimento de paciente Pós-operatório em Cirurgia Plástica

Fui recomendada pelo meu cirurgião plástico no pós operatório a fazer drenagens com a fisioterapeuta Fernanda Reali, por ela usar uma técnica diferente com taping, o Dr comentou que seria bem interessante pra ajudar no meu caso pois tenho o “umbigo triste”. Após a primeira sessão de drenagem já me surpreendi pela diferença na terapia manual que a Fernanda utiliza pra diminuir inchaço, roxos e futuras fibroses. Estou na sétima sessão de drenagem combinada com a técnica de taping e me surpreendi muito com o resultado do meu pós operatório de lipoaspiração, principalmente por conhecer varias pessoas que fizeram o mesmo procedimento (até mesmo com o mesmo médico) e não obtiveram um resultado tão positivo quanto o meu. Recomendo muito a Fernanda Reali pela sua atenção, eficiência e dedicação em fazer o melhor pelo paciente, feliz por ter tido a sorte de ter ficado em suas mãos literalmente.

Caso do Paciente

Paciente L.T, sexo feminino, 45 anos.

Realizou cirurgia plástica de lipoaspiração abdominal, mini abdominoplastia e correção de duas hérnias abdominais e uma umbilical.

As sessões de fisioterapia começaram uma semana após os procedimentos. Foram realizadas dez sessões de Fisioterapia Manual para pós-operatório de cirurgia plástica e taping compressivo.

A paciente retornou às suas atividades de vida diária rapidamente, sem dores, edemas, aderências e fibroses, além do resultado estético final satisfatório, o umbigo “triste” foi corrigido com sucesso.

Depoimento da Paciente

Fernanda é uma profissional competente, minuciosa e preocupada com o bem-estar de seus pacientes. No meu caso, sempre tenho atendimento cuidadoso e muitos conselhos úteis para a saúde. Fernanda tornou-se se uma pessoa indispensável no meu tratamento e recuperação. Tudo isto vem junto com atenção, carinho e alto astral. Sou muito grata a esta maravilhosa profissional e amiga.

Caso do Paciente

Paciente N.O de Porto Alegre, sexo feminino, 60 anos, chegou ao consultório com queixas de dores na coluna lombar, impossibilitando-a de realizar grandes caminhadas, subir e descer escadas, entre outras atividades de vida diária.

A paciente foi ao médico traumatologista e diagnosticada com artrose na coluna lombar e hérnia de disco na mesma região, com indicação de cirurgia.

Antes de procurar um neurocirurgião, combinamos que iríamos fazer algumas sessões de fisioterapia e depois faríamos nova avaliação com o traumatologista para então decidir pela cirurgia ou não.

Foram três meses de fisioterapia manual, apenas liberação miofascial, alongamento neural e após algumas sessões incluímos alguns exercícios básicos de fortalecimento muscular de glúteos, isquiotibiais, abdominal e paravertebrais. Após três meses a paciente estava conseguindo realizar novamente suas atividades de vida diária sem precisar realizar cirurgia.

Hoje em dia mantemos seu corpo forte e alongado com Pilates e quando a paciente entra em crise fazemos uma sessão de fisioterapia.

Depoimento do paciente

Sempre tinha dores de cabeça constantes, lembro de ter que tomar remédios quase semanalmente por dores e tensões na cervical. Cheguei até a consultar com neurologista e fazer exames. Quando comecei a prática de pilates com a Fernanda Reali essas dores sumiram. O pilates me ajudou a reeducar a postura. O aumento do alongamento e flexibilidade contribuiu para aliviar as tensões da minha rotina diária.

Tenho espondilolistese e em decorrência dela duas hérnias na lombar. Morria de medo de como ficaria a minha coluna na gravidez. Meu médico traumatologista disse que provavelmente eu não conseguiria ter parto normal pelas dores de coluna. Fiz pilates e liberação miofascial durante toda a minha gravidez com a Fernanda e passei muito bem na gravidez. Meu corpo se manteve com força e tonificado e não sofri com dores intensas na coluna. Tive um ótimo parto normal e uma ótima recuperação na lombar. Mas sempre fui disciplinada nas aulas e quando minha médica liberou atividades físicas voltei a fazer pilates para não ter dores na coluna. Confio muito no conhecimento da Fernanda, além de ter muito tato e sensibilidade com os pacientes, a Fernanda vive fazendo cursos e se atualizando o que aumenta ainda mais nossa confiança.

Caso do paciente

Paciente M.D de Porto Alegre, sexo feminino, 34 anos, chegou ao consultório com queixas de dor de cabeça, diagnosticada com cefaleia tensional.

Foram realizadas algumas sessões de liberação miofascial, seguida de Pilates para fortalecer e alongar a musculatura do pescoço e cintura escapular, a qual estava debilitada devida a tensão sobrecarregada a ela.

Com isso, a paciente se mantém até hoje sem dores de cabeça, e quando a tensão do dia a dia acaba ocasionando alguma crise, fazemos uma sessão de fisioterapia, evitando assim que o problema torne-se crônico novamente.

A mesma paciente se beneficiou também da Fisioterapia Manual e do Pilates em um dos momentos mais importantes da sua vida, em sua primeira gestação. A Paciente foi diagnosticada com espondilolistese (escorregamento de um corpo vertebral sobre o corpo vertebral adjacente) e duas hérnias discais na coluna lombar pelo seu traumatologista, o qual lhe comunicou também que ela não poderia ter um parto normal devido aos seus problemas na coluna.

Após uma avaliação criteriosa e muita conversa, combinamos que iríamos fazer duas sessões de Pilates por semana e uma de fisioterapia manual com liberação miofascial.

Os exercícios de Pilates foram focados para fortalecimento de membros inferiores e paravertebrais, de alongamento e mobilidade da coluna. Todos adaptados conforme as fases da gestação.

O resultado do tratamento foram nove meses de gestação sem crises de dor lombar e um parto normal!