Fui recomendada pelo meu cirurgião plástico no pós operatório a fazer drenagens com a fisioterapeuta Fernanda Reali, por ela usar uma técnica diferente com taping, o Dr comentou que seria bem interessante pra ajudar no meu caso pois tenho o “umbigo triste”. Após a primeira sessão de drenagem já me surpreendi pela diferença na terapia manual que a Fernanda utiliza pra diminuir inchaço, roxos e futuras fibroses. Estou na sétima sessão de drenagem combinada com a técnica de taping e me surpreendi muito com o resultado do meu pós operatório de lipoaspiração, principalmente por conhecer varias pessoas que fizeram o mesmo procedimento (até mesmo com o mesmo médico) e não obtiveram um resultado tão positivo quanto o meu. Recomendo muito a Fernanda Reali pela sua atenção, eficiência e dedicação em fazer o melhor pelo paciente, feliz por ter tido a sorte de ter ficado em suas mãos literalmente.

Caso do Paciente

Paciente L.T, sexo feminino, 45 anos.

Realizou cirurgia plástica de lipoaspiração abdominal, mini abdominoplastia e correção de duas hérnias abdominais e uma umbilical.

As sessões de fisioterapia começaram uma semana após os procedimentos. Foram realizadas dez sessões de Fisioterapia Manual para pós-operatório de cirurgia plástica e taping compressivo.

A paciente retornou às suas atividades de vida diária rapidamente, sem dores, edemas, aderências e fibroses, além do resultado estético final satisfatório, o umbigo “triste” foi corrigido com sucesso.